Pesquisar este blog

Quem sou eu

Minha foto
Uma pessoa feliz. Jornalista e escritora apaixonada. Mãe, dona-de-casa, curiosa, amiga e sempre uma aprendiz. Muito prazer!

Doidos por cinema

segunda-feira, julho 18, 2005

Polanski tem jeitinho brasileiro



O cineasta franco-polonês Roman Polanski (foto 1) conseguiu, no melhor "jeitinho brasileiro", o direito de prestar depoimento em Paris, onde mora, num processo que corre na Grã-Bretanha contra a revista Vanity Fair, dos Estados Unidos.

Veja que confusão criada pelo cineasta simplesmente porque tem medo de ser preso! Eu explico, mas vamos por partes.
Mesmo morando em Paris, Polanski abriu um processo por calúnia e difamação contra a revista Vanity Fair na Grã-Bretanha pq lá as regras contra estes crimes são mais severas. A revista divulgou que Polanski teria se encontrado com uma jovem num restaurante e oferecido o estrelato a ela pouco antes do enterro de sua mulher na época, Sharon Tate (foto 2). Tate, que estava grávida, foi brutalmente assassinada por Charles Manson (foto 3) e sua gang em 1969.
Só que, o cineasta tem medo de prestar depoimento em solo britânico e ser extraditado para os Estados Unidos, já que os dois países possuem um acordo de extradição.

Por que ele foge da terra do tio Sam? Em 1977 ele foi condenado (nos Estados Unidos) por manter relação sexual com uma adolescente de 13 anos, na casa do ator Jack Nicholson. Antes da condenação, Polanski fugiu dos Estados Unidos e se refugiou na França.

Esta será a primeira vez que uma audiência é feita por vídeo conferência e deve durar uma semana.

Polanski quer punição severa para a revista mas foge da prisão decretada nos Estados Unidos. Isso é ou não é coisa de brasileiro?

2 comentários:

Ana disse...

Bom, na minha humilde concepção, acho que isso é coisa da raça humana. Existem pessoas dentro desta espécie que se julgam muito espertas e querem sempre levar vantagem... Vemos isso com mais clareza no nosso país, porque estamos aqui, mas acho que existe no mundo todo, com maior ou menor freqüência, dependendo do grau de caráter, elevação espiritual, nobreza, ou sei lá o que de cada um...

Michel disse...

Érika,

Que bom ler sobre o fato e não sobre a aura que cerca as celebridades, afinal ele é criminoso e pronto.
Mas falar mau de celebridades é outro crime ainda mais grave na nossa cultura, experimente falar mau da pornografia gratuita do Nelson Rodrigues, por exemplo.
A própria imagem em moldura estrangeira é um ícone.

Parabéns.